Alexandre Garcia comenta falta de planejamento de aterro sanitário do DF

Professor Resíduo
02:15:PM - 18/Jan/2017
Alexandre Garcia comenta falta de planejamento de aterro sanitário do DF

18/01/2017 | 14h15

'É uma trágica ironia, que a capital tenha o maior lixão do continente a pouca distância do lugar onde se sedia o poder político', afirmou o jornalista.

Assista o vídeo: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2017/01/alexandre-garcia-comenta-falta-de-planejamento-de-aterro-sanitario-do-df.html

"A lei dos resíduos sólidos tem seis anos, está em vigor há quatro anos e antes já havia muitas outras leis tratando do lixo. Nem precisaria de lei para isso; o bom senso administrativo manda fazer o tratamento do lixo. Mas, se fazer leis não é obrigatório, é obrigatório cumpri-las. Principalmente na capital do país, de onde emanam as leis básicas. E é uma trágica ironia, que a capital tenha o maior lixão do continente a pouca distância do lugar onde se sedia o poder político, onde os catadores da Lava Jato já apuraram tanta sujeira. Enfim, há um lixo sendo levado à superfície pela Justiça, mas outro que precisa ser enterrado, para bem da saúde de todos e do meio ambiente. E está a céu aberto. O maior lixão do continente ainda permanece, desafiador", afirmou Alexandre Garcia.