Marituba: moradores encerram protesto contra aterro sanitário

Professor Resíduo
01:00:PM - 04/Mar/2017
Marituba: moradores encerram protesto contra aterro sanitário
(Foto: Evaldo Júnior/TV Liberal)

Moradores de Marituba impediram a entrar e saída de caminhões de coleta de resíduos por três dias do aterro sanitário que atende a região metropolitana de Belém.

04/03/2017 | 13h00

Uma audiência com o governador será marcada em 15 dias.
Os manifestantes querem o fechamento do aterro sanitário do município.

Chegou ao fim o protesto dos moradores de Marituba que pediam a desativação do aterro sanitário do município, que funciona há dois anos e atende a região metropolitana de Belém. O fim da manifestação ocorreu às 10h deste sábado (04), após reunião com representantes da Prefeitura de Belém, Ananindeua, Marituba, do Estado e da empresa responsável pelo aterro.

De acordo com os manifestantes, foi prometida uma audiência com o Governador em até duas semanas para discutir sobre o aterro sanitário. Os moradores querem o fechamento do aterro.

Na última quarta-feira (1º), moradores de Marituba interditaram a via que dá acesso ao aterro sanitário que fica no município, próximo à Alça Viária.   A comunidade protestou contra os problemas decorrentes da instalação do lixão no local, como o forte odor e a ocorrência de problemas respiratórios entre os moradores. Eles pediam que o espaço, que recebe todo o lixo produzido na região metropolitana de Belém, seja desativado.

Os caminhões que realizam as coletas de lixo na região metropolitana de Belém estavam impedidos de entrar ou sair do local. Enquanto isso, a capital paraense ficou repleta de lixo pelas ruas.

O Prefeito divulgou um vídeo orientando os moradores de Belém de que forma deveriam armazenar os seus lixos e também pedindo a paralisação da manifestação de forma urgente.
A Prefeitura de Belém informou que com a reabertura do aterro sanitário de Marituba está retomando a coleta de lixo na capital. 

Durante todo o fim de semana mais de 50 caminhões coletores farão o recolhimento do lixo iniciando pelos hospitais e feiras.  A coleta será feita inclusive durante a noite e madrugada.