SP: SAEC realiza campanha contra descarte irregular de óleo de cozinha

Professor Resíduo
02:00:PM - 05/Jun/2017
SP: SAEC realiza campanha contra descarte irregular de óleo de cozinha
(Foto Divulgação)

Descarte irregular de óleo causa prejuízos imensos ao meio ambiente

05/06/2017 | 14h00

A Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva (SAEC) lança, no mês do meio ambiente, a campanha de conscientização sobre a forma mais adequada de armazenamento e descarte do óleo de cozinha.

Em forma de livreto, entregue de casa em casa, e com propagandas em rádio, a campanha “Não deixe a natureza escorrer pelo ralo: lugar de óleo usado é na garrafa Pet” busca orientar a população de forma simples e objetiva sobre os riscos do óleo de cozinha quando descartado diretamente na pia ou no lixo.

A ação realizada em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura integra as atividades do Mês do Meio Ambiente que visa à conscientização sobre o cuidado com os bens naturais e o desenvolvimento sustentável.

Os problemas ambientais causados podem ser devastadores e causar prejuízos ao próprio contribuinte.

“O óleo de cozinha é inflamável e, se jogado no lixo, pode até causar incêndios. Porém, o principal problema ocorre quando ele é descartado na pia. Além de causar danos ao morador, pois, o material impregna na tubulação e pode gerar entupimentos, o óleo vai direto para o esgoto e pode comprometer a qualidade da água dos rios e contaminar o lençol freático”, explicou o superintendente da SAEC.

A forma mais indicada de descartá-lo, de acordo com Jardim, é colocá-lo após o seu resfriamento e com a ajuda de um funil numa garrafa “pet”. A garrafa com óleo deve ser entregue em um dos pontos de coleta disponibilizados pela Prefeitura de Catanduva ou durante a coleta seletiva nos bairros.

O óleo de cozinha descartado corretamente pode ser reaproveitado e se transformar em biocombustível ou ser utilizado na fabricação de sabão.

A lista completa pode ser conferida no livreto da campanha, também disponível para download no site da SAEC (www.saec.sp.gov.br).