ES: Serra gasta R$ 7 milhões por ano para tirar entulho e lixo das ruas

Professor Resíduo
03:30:PM - 09/Jun/2017
ES: Serra gasta R$ 7 milhões por ano para tirar entulho e lixo das ruas
(Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Entulho nas ruas da Serra, no Espírito Santo

09/06/2017 | 15h30

Prefeitura retira lixo dos pontos viciados, mas população torna a jogar entulho nas vias públicas.

A Prefeitura da Serra, no Espírito Santo, gasta cerca de R$ 7 milhões por ano para recolher o entulho e lixo jogados pela população nas ruas da cidade. O lixo acumulado causa danos ao meio ambiente, além de trazer risco para a saúde dos moradores.

“Isso daria para construir uma unidade de saúde ou duas creches, ou uma escola. Em vez de ser jogado no lixo, literalmente, poderia reverter para a comunidade. Esse valor inclui limpeza, máquinas e caminhões para retirar o entulho, e a destinação em aterros licenciados, que também é pago pela prefeitura”, disse o secretário de Meio Ambiente da Serra.

Nas ruas da Serra, é comum ver carroceiros jogando lixo onde não deveriam. São despejados restos de material de construção, carcaça de carro, sofá, vaso sanitário, cartuchos de impressora, entre outros entulhos.

Em alguns pontos, lixões foram formados. Em um terreno do bairro Novo Porto Canoa foram retiradas 350 toneladas de lixo em dois dias. “Horrível. O lixão é horrível, mas pra acabar só se fizesse uma cerca. Só cercando”, disse um morador.

Segundo os moradores, todo o lixo jogado no local foi despejado por carroceiros, moradores e empresas.

“Dentro da fiscalização a gente está identificando empresas, pessoas privadas, grandes geradores. Obras que vêm de Vitória, Cariacica, que teriam que ser pagos para destinar no aterro, jogam na rua para a redução de custo deles, mas para a prefeitura é um grande problema. Só no mês passado, a gente já multou 35 entre pessoas e empresas”, disse o secretário de Meio Ambiente da Serra.

Os entulhos estão espalhados em terrenos e ruas de vários bairros da Serra. Um deles, em Jardim Limoeiro, ocupa a metade da rua.

A população joga entulho no lugar que era pra ser dos veículos. No município são 1.000 pontos viciados de lixo, ou seja, passam por limpeza e são sujos de novo.

“Falta de educação, falta de respeito, de moral, que precisa ter e não tem. E está em todos os bairros, não estou falando de um bairro só. São todos os bairros do município da Serra”, disse o estivador.

O lixo jogado nas ruas causa danos ao meio ambiente, porque contamina o solo. Além disso, traz riscos para a saúde dos moradores, uma vez que objetos podem virar criadouros do mosquito que transmite a dengue.

A Prefeitura da Serra disse que além da fiscalização, desenvolve ações de educação ambiental nos bairros e treina pessoas para serem agentes ambientais e ajudar a fiscalizar.