Goiânia: grandes geradores de lixo voltam a ser responsáveis pela própria coleta

Professor Resíduo
09:30:AM - 07/Nov/2017
Goiânia: grandes geradores de lixo voltam a ser responsáveis pela própria coleta
Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

07/11/2017 | 09h30

Medida já havia sido adotada em julho do ano passado, mas acabou derrubada pela gestão Iris. Agora, em meio a problemas com a coleta, Paço retoma ação polêmica

Todos os estabelecimentos tidos como grandes geradores de lixo em Goiânia serão novamente responsáveis por coletar, transportar e dar a destinação final aos resíduos. A norma também vale para condomínios horizontais e cumpre o que estabelece a Lei nº 9.498, de 19 de novembro de 2014.

A medida já havia sido implementada em julho do ano passado pela gestão do prefeito Paulo Garcia, mas acabou sendo derrubada pelo prefeito Iris Rezende (PMDB) no início de 2017. Agora, em meio a problemas com a coleta de lixo na capital, a gestão decidiu voltar atrás na decisão.

Notificações já foram encaminhadas no final da última semana para os grandes geradores de resíduos sólidos da capital. O documento dá um prazo de 15 dias para que a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) interrompa o serviço nestes locais.

Caso o os administradores de prédios residenciais, comerciais e outros não assumam a responsabilidade ou mesmo se o serviço for ineficiente, a gestão cobrará uma taxa para recolher o lixo nestes locais.

O Jornal Opção falou rapidamente com o presidente da Comurg, Denes Pereira, na tarde desta segunda-feira (6). À reportagem, ele apenas reforçou que a medida está prevista em lei.