Flagra: veículo do Exército despeja resíduos no Parque Nacional de Brasília

Professor Resíduo
02:30:PM - 27/Nov/2017
Flagra: veículo do Exército despeja resíduos no Parque Nacional de Brasília
(Foto: TV Globo/Reprodução)

Caminhão do Exército despeja entulho em Parque Nacional de Brasília

27/11/2017 | 14h30

Globocop mostrou dois soldados largando material de escritório, carrinho de mão e barras de ferro em área de preservação; veja vídeo. Exército disse que vai retirar entulho do local e apurar denúncia.

O Globocop – helicóptero da TV Globo – flagrou um caminhão do Exército despejando entulho no Parque Nacional de Brasília, uma área de preservação ambiental. O flagrante foi por volta do meio-dia desta segunda (27).

Questionado, o Exército disse que vai retirar os objetos do local ainda nesta tarde. Em nota, informou que "os militares que foram vistos jogando entulho em área inapropriada já estão sendo ouvidos para que o fato possa ser apurado e os responsáveis sancionados".

Imagens mostram dois soldados descarregando o caminhão. Eles retiram um carrinho de mão, barras de ferro e material de escritório de dentro do veículo. Depois de esvaziar o caminhão, vão embora.

Parque Nacional de Brasília
O Parque Nacional de Brasília foi criado para proteger as nascentes dos rios que abastecem de o Distrito Federal, além de manter a vegetação natural. A ideia é manter ecossistemas naturais e possibilitar a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação ambiental e turismo ecológico. O Parque abrange as regiões do Plano Piloto, Sobradinho Brazlândia, no DF, e o município goiano de Padre Bernardo.

Criado pelo Decreto Federal n.º 241, em 29 de novembro de 1961, com cerca de 30 mil hectares, o Parque Nacional de Brasília teve seus limites redefinidos pela Lei Federal nº 11.285 de 08 de março de 2006 e atualmente possui uma área de 42.389,01 hectares.

Diversos tipos de vegetação compõem a Unidade de Conservação, como mata de galeria pantanosa, mata de galeria não pantanosa, vereda, cerrado, mata seca, entre outros. A fauna é diversificada, composta por espécies raras ou ameaçadas de extinção, tais como: lobo-guará, tatu-canastra, tamanduá-bandeira e até onças.