Parceria público-privada construirá usina de resíduos sólidos em Bento Gonçalves

Professor Resíduo
10:00:AM - 08/Dec/2017
Parceria público-privada construirá usina de resíduos sólidos em Bento Gonçalves
Léo Cardoso / Agencia RBS

Com usina em Bento Gonçalves, resíduos orgânicos do município não serão mais levados para o aterro em Minas do Leão

08/12/2017 | 10h00

Pelos próximos 30 dias, a prefeitura de Bento Gonçalves credenciará empresas interessadas em construir uma usina para tratamento e eliminação dos resíduos sólidos urbanos. O município doará o terreno e destinará os resíduos. Caberá à empresa construir e administrar a usina, que deverá transformar o lixo em energia. Assim, os resíduos orgânicos não serão mais levados para o aterro sanitário no município de Minas do Leão.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico, Silvio Pasin, já há cinco empresas interessadas, uma delas de fora do Brasil. Após o período de 30 dias para a manifestação de interesse das empresas, elas terão outros 90 dias para apresentar os projetos. As propostas serão analisadas por um comitê gestor do município que, por fim, lançará o edital para a escolha da empresa responsável pela usina. O contrato será de 25 anos.

O secretário explica que, inicialmente, o projeto é de Bento porque a usina será instalada no município. Porém, outras cidades poderão encaminhar os seus resíduos para o local.