Aterro em Americana recebe licença em área de aeroporto

Professor Resíduo
11:00:AM - 31/Jan/2018
Aterro em Americana recebe licença em área de aeroporto
Foto: Epitácio Pessoa/Estadão

Pronto. Aterro na zona rural fica perto de corpos d’água

31/01/2018| 11h00

Operação no interior de SP contraria legislação que impõe restrições a construções que ameacem a segurança de aviões

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) autorizou a construção e operação de um aterro sanitário em distância inferior à permitida pela legislação de segurança do tráfego aéreo, no interior de São Paulo. O aterro construído pela Engep - Engenharia e Pavimentação Ltda, no município de Americana, está a 8,5 km do Aeródromo Municipal Augusto de Oliveira Salvação. A Lei 12.725/2012, do governo federal, instituiu a Área de Segurança Aeroportuária (ASA), definindo uma distância de 20 km a partir do centro geométrico da pista do aeródromo, em que a ocupação está sujeita a restrições especiais para a segurança dos aviões. Em um raio de até 10 km, são proibidas atividades como aterro sanitário, que tem alto potencial para atração de fauna, como os urubus.