Dubai terá maior usina movida a lixo até 2020

Professor Resíduo
11:30:AM - 06/Feb/2018
Dubai terá maior usina movida a lixo até 2020
Imagem: Dubai Media Office

06/02/2018| 11h30

A maior usina que transforma resíduos sólidos em energia será construída em Dubai, a maior cidade dos Emirados Árabes Unidos. Este tipo de tecnologia faz a queima de lixo e usa o calor para alimentar uma turbina que produz eletricidade.

Ocupando um espaço de 20 mil m² no bairro Warsan, a fábrica pretende ser a maior do mundo construída até o momento. A maior já existente está na cidade de Shenzhen, na China.

Dubai gera cerca de oito mil toneladas de resíduos sólidos por dia. A usina terá capacidade diária de tratar cinco mil toneladas e gerar 185 MW de eletricidade. O site Gulf News afirma que o objetivo da usina será processar 1,82 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano. Isso equivale a mais de 60% dos resíduos gerados na cidade. Se isso realmente acontecer, a energia será suficiente para abastecer 120 mil lares.
Uma solução não tão eficiente

Transformar resíduos em geração de energia é uma solução para acabar com dois problemas comuns nas grandes cidades. Mas, a queima gera um terceiro problema que é a poluição. Para resolver esta questão, já há estudos, para aplicar neste sistema, tecnologias de captura e armazenamento de carbono. Isso neutralizaria todas as emissões. Mas, apesar de ainda muito criticado, este tipo de usina é uma solução adotada em muitos lugares, como é o caso dos países escandinavos: Suécia e Noruega.

O projeto é uma parceria entre a gestão local, a empresa DEWA (sigla em inglês para Autoridade de Eletricidade e Água de Dubai), a empresa suiça Hitachi Zosen Inova e a empresa de construção belga Besix Group.