Após coleta de 73 toneladas de lixo, Comcap e Liesf fazem parceria por redução de resíduos

Professor Resíduo
09:00:AM - 09/Feb/2018
Após coleta de 73 toneladas de lixo, Comcap e Liesf fazem parceria por redução de resíduos
Adriana Baldissarelli/Comcap

Representantes da Comcap e Liesf na Passarela Nêgo Quirido

09/02/2018| 09h00

“Carnaval 2018 será o marco zero para tornar a folia mais sustentável”, defende presidente da autarquia; coleta na Capital terá mudanças apenas na terça-feira do feriadão

A Comcap irá movimentar 500 pessoas para manter a limpeza pública em Florianópolis durante o Carnaval. No ano passado, foram recolhidas 73 toneladas de resíduos das festas públicas no Centro da cidade. Neste ano, com a colaboração dos foliões, a Comcap espera reduzir a geração de lixo, com a diminuição no uso de embalagens descartáveis.

Em parceria com a Liesf (Liga das Escolas de Samba de Florianópolis), “o Carnaval 2018 será o marco zero para tornar a folia mais sustentável”, defende o presidente da Comcap, Carlos Alberto Martins. Segundo ele, todos os resíduos gerados na Passarela Nêgo Quirido serão caracterizados para que, durante o ano, seja iniciado um trabalho de redução, reaproveitamento e reciclagem de materiais.

Para o presidente da Liesf, Fábio Botelho, neste "carnaval da união caem muito bem novas parcerias e projetos inovadores como o que começa a ser desenhado com a Comcap".

Lixo da passarela vai para aterro
Desde o ano passado, a Comcap comprovou que menos de um quarto dos resíduos recolhidos na passarela podem ser desviados do aterro sanitário, aponta a gerente da Divisão de Gestão Ambiental da Comcap, Daiana  Bastezini. Os materiais usados nas fantasias pelas escolas de samba costumam ter baixa qualidade para a reciclagem, porque até o metal das armações é muito misturado a esponjas e colas.

Desta vez por iniciativa da Liesf, será iniciada a sensibilização durante os desfiles com a exposição de coleções do Museu do Lixo da Comcap. “Esse é o embrião de um projeto de conscientização do público que participa desse grande evento cultural. Posteriormente, pretendemos cuidar da forma como as escolas trabalham os materiais e como podem ser reutilizados ou reciclados pós-desfile”, informa Adriana Rosa, diretora de Pesquisas e Projetos da Liesf.

De acordo com a gestora e produtora cultural, trata-se de “educar a comunidade do samba para exercer a cidadania através desse outro olhar sobre os resíduos e do luxo do lixo bem demonstrado no maravilhoso Museu do Lixo da Comcap”.  Ela aposta no diálogo e na boa comunicação com a Comcap, em reuniões com o presidente e o diretor de Operações, Ricardo Leal, para que o carnaval possa ter esse novo olhar sobre o lixo e a Comcap, um novo olhar sobre o evento cultural. “Vai ser uma troca fantástica”, disse Adriana Rosa.

Materiais corretos na passarela
O designer Cláudio Oliveira, diretor de marketing da Liesf, que também acompanhou as reuniões com a Comcap, diz que a finalidade preliminar é mostrar que se consegue fazer de peças bonitas e trabalhos bem elaborados com resíduos.

“O Carnaval é um grande concentrador de pessoas e ótima oportunidade para abordar o conceito do descarte consciente.” No próximo ano, indica, a Liga pretende já ter escolas trabalhando com materiais mais corretos e toda população preparada para entender melhor essa necessidade.

Os resultados, estima ele, serão ecológicos e econômicos, fazendo avançar a tradição que sempre limitou o reuso das fantasias, por exemplo. As fantasias não podem ser repetidas, mas os materiais podem ser reutilizados.

Coleta durante o Carnaval
A coleta domiciliar, que nesse período tem sido em média de 800 toneladas por dia, será feita normalmente durante o Carnaval, com alteração apenas na terça-feira (13), quando não haverá coleta convencional noturna nem seletiva.
Sexta-feira (9)
Coleta convencional e seletiva normais
Sábado (10)
Coleta convencional e seletiva normais
Domingo (11)
Coleta convencional e seletiva normais
Segunda-feira (12)
Coleta convencional e seletiva normais
Terça-feira (13)
Será feita a coleta diurna nos balneários do Norte, Oeste, Leste e Sul da Ilha
Não haverá coleta noturna no Centro
Não haverá coleta seletiva
Quarta-feira (14)
Coleta convencional e seletiva normais
Limpeza das ruas

A zeladoria das festas de Carnaval que ocorrem em toda a cidade será feita com uma escala de aproximadamente 100 operacionais por dia. A Comcap, além dos pontos de entrega voluntária (PEVs) de vidro e outras embalagens, vai instalar 150 latões pelo Centro.

Fonte: ND