Diretor técnico do SLU fala sobre demandas dos catadores de lixo

Professor Resíduo
01:00:PM - 05/Mar/2018
Diretor técnico do SLU fala sobre demandas dos catadores de lixo
Gazeta Online

05/03/2018| 13h00

Demanda dos catadores em relação à falta de materiais nos galpões é legítima, declarou Paulo Celso dos Reis

O programa Natureza Viva conversou com o diretor técnico do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU), Paulo Celso dos Reis, que compôs a mesa na audiência pública realizada na última sexta-feira (2), no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal, e tentou responder as demandas de catadores e catadoras do lixão da estrutural.

Segundo o diretor técnico, a demanda dos catadores em relação à falta de materiais nos galpões é legítima. "Eles estavam acostumados a lidar com duas mil toneladas de lixo por dia no lixão, eles tinham um processo produtivo de trabalho muito diferente, a céu aberto e em cima do morro de lixo. Agora levamos uma quantidade de lixo para um galpão, bem mais restrito, com uma quantidade menor de material, cerca de 120 toneladas por dia. Só o material da coleta seletiva está sendo entregue e não todo o resíduo como era antigamente no lixão e isso necessita de uma adaptação do processo produtivo de trabalho dos catadores. Realmente vimos que alguns galpões estão tendo dificuldades de ter material para todos os catadores", afirmou Paulo Celso dos Reis.
 
Ele lembrou que a renda dos trabalhadores é composta por três entradas de receita: a venda do material, a bolsa de assistência social (compensação financeira, no valor de R$ 360 por mês) e a bolsa de agente de cidadania ambiental.

O diretor declarou que o processo pode levar seis meses para se estabilizar.

Paulo também informou que não ocorre crime ambiental no local.

Informações: http://radios.ebc.com.br