Municípios da Grande Curitiba estudam parceria para aproveitar gás do lixo

Professor Resíduo
12:00:PM - 04/Apr/2018
Municípios da Grande Curitiba estudam parceria para aproveitar gás do lixo
(Foto: Luiz Costa/SMCS)

04/04/2018| 12h00

O aproveitamento do gás gerado a partir de resíduos vegetais e de orgânicos industriais deverá ser objeto de estudo no âmbito do Consórcio Intermunicipal para Gestão de Resíduos Sólidos (Conresol), presidido pelo prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

“Vamos estudar a possibilidade de um protocolo de intenções, com a anuência do Estado e do IAP, o Instituto Ambiental do Paraná, para tratar da questão da energia renovável como uma preocupação de Curitiba e dos seus vizinhos”, disse Greca.

A sugestão foi apresentada ao prefeito da capital pelo presidente da Associação das Empresas da Cidade Industrial de Curitiba (AECIC), Nelson Hubner, e pela diretora da empresa Byocom, Michele De Conto, em reunião nesta terça-feira (3/4), no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

A Byocom, com planta instalada em Fazenda Rio Grande, já recebe resíduos de madeira das diversas atividades industriais da região da grande Curitiba e processa o material para a geração de bioenergia.

“A boa ideia é a de implantarmos uma grande usina de gás proveniente de resíduos sólidos derivados da poda vegetal dos nossos jardins e parques e também de resíduos orgânicos das indústrias”, disse Greca.

Segundo o prefeito, a iniciativa se enquadra no programa de inovação e novas tecnologias desenvolvido em Curitiba que tem como referências técnicas inovadoras aplicadas ao redor do mundo.

Informações: https://www.bemparana.com.br