Trabalhadores da Comcap decidem paralisar coleta de lixo por 24 horas em Florianópolis

Professor Resíduo
11:30:AM - 18/Apr/2018
Trabalhadores da Comcap decidem paralisar coleta de lixo por 24 horas em Florianópolis
Foto: Sintrasem / Divulgação)

Assembleia na Comcap na manhã desta quarta-feira (

18/04/2018| 11h30

A decisão ocorreu em apoio aos servidores municipais, que estão em greve desde o dia 11 contra o projeto da Prefeitura.

Os trabalhadores da autarquia de Melhoramentos da Capital (Comcap) decidiram interromper os serviços de coleta de resíduos e atividades de limpeza urbana por 24h a partir da manhã desta quarta-feira (18). Segundo a categoria, a decisão ocorreu em apoio aos servidores municipais de Florianópolis, que estão em greve desde o dia 11 contra o projeto da Prefeitura que propõe a gestão de Organizações Sociais (OS) em creches e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Continente.

Além disso, os trabalhadores solicitaram durante a assembleia melhorias em equipamentos e resolução de problemas envolvendo caminhões quebrados.

Segundo a direção da Comcap, a recomendação é que o usuário mantenha os resíduos no depósito temporário do domicílio até que os serviços sejam retomados.

“A direção esclarece que todas as reivindicações relativas ao acordo coletivo de trabalho estão sendo cumpridas. A paralisação da Comcap é despropositada, relacionada à votação do projeto 'Saúde e Creche Já', prejudica o usuário e por isso serão tomadas medidas para descontar o dia parado”, informou a direção da autarquia por meio de nota.

Retorno dos serviços
Durante a assembleia da Comcap, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem) foi notificado durante esta manhã sobre a decisão do desembargador Helio do Valle Pereira, do Tribunal de Justiça (TJSC), que determina o retorno imediato de todos os serviços de educação e saúde.

No entanto, a categoria informou que a paralisação segue, pelo menos, até as 13h, quando será realizada uma nova assembleia em frente à Câmara de Vereadores para analisar a continuidade da greve.

Recomendação da suspensão
O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e o Ministério Público de Contas do Estado (MPC) recomendaram à Câmara a retirada de tramitação do PL. Em caso de um novo projeto relacionado a organizações sociais, os órgãos pedem que os vereadores observem a lei federal sobre essas entidades.

Na recomendação, o MPSC e o MPC também enviaram à prefeitura documentos para garantir a boa-fé do procedimento de contratação das organizações sociais. A Câmara disse que recebeu a recomendação.

A prefeitura informou em nota que "vai acatar integralmente o que os órgãos de controle recomendam" e que enviará nesta quarta à Câmara emendas ao projeto que incluem as observações feitas pelo MPSC e MPC.

Legislativo
De acordo com a Câmara, com a aprovação do regime de urgência urgentíssima, o PL será o primeiro projeto a constar da ordem do dia na quarta. As comissões pelas quais ele precisa passar, de Constituição de Justiça, de Trabalho, de Educação, de Saúde e de Orçamento, serão questionadas se estão aptas para dar seus pareceres naquela sessão.

Em caso positivo, o PL poderá ser votado já na quarta. As comissões também podem optar pelo prazo de três dias regimentais para emitir os pareceres.

Serviços afetados
A prefeitura divulgou quais serviços dentro da saúde e educação foram afetados pela greve nesta quarta:
Saúde
UPA Norte e UPA Sul atendimentos de urgência e emergência.
Consultas médicas: 28 unidades não estão realizando atendimento médico
Unidades que estão realizando consulta médica: Centro, Itacorubi, Trindade, Abraão, capoeiras, Coqueiros, Monte Cristo, Sapé, Vila Aparecida, Canasvieiras, Ingleses, Jurerê, Rio Vermelho, Santo Antônio de Lisboa, Armação, Caieira da Barra do Sul, Campeche, Costa do Pirajubaé, Lagoa da Conceição, Rio Tavares, Tapera.
Farmácia: Das 49 unidades, 29 disponibilizam serviço de farmácia.
Unidades com Farmácia abertas: Itacorubi, Monte Serrat, Saco dos Limões, Abraão, Balneário, Capoeiras, Coqueiros, Jardim Atlântico, Sapé, Vila Aparecida, Canasvieiras, Ingleses, Jurerê, Ratones, Rio Vermelho, Saco Grande, Santo Antônio de Lisboa, Vargem Grande, Alto Ribeirão, Armação, Caieira da Barra do Sul, Campeche, Carianos, Costa da Lagoa, Costa do Pirajubaé, Fazenda do Rio Tavares, Lagoa da Conceição, Pântano do Sul, Tapera.
Vacinação: Das 49 unidades, 17 disponibilizam serviço de vacinação.
Unidades com atendimento de vacina: Centro, Itacorubi, Monte Serrat, Abraão, Balneário, Capoeiras, Vila Aparecida, Canasvieiras, Ingleses, Saco Grande, Santinho, Santo Antônio de Lisboa, Armação, Costa do Pirajubaé, Lagoa da Conceição, Ribeirão da Ilha, Tapera.
Educação
•    Creches:
Atendimento normal: 9 (Creche Abraão, no Abraão; Creche Bem-Te-Vi, no Centro; Creche Joel Rogério de Freitas, no Monte Cristo)
Atendimento parcial: 44 (Creche Lausimar Maria Laus, no Rio Vermelho; Creche Morro do Mocotó, no Morro da Queimada; NEI Coqueiros, em Coqueiros)
Em greve: 17 (Creche Marcelino Barcelos Dutra, no Ribeirão da Ilha; NEI Luiz Paulo da Silva, no Santinho; NEI Orisvaldina Silva, na Lagoa da Conceição)
Não atenderam as ligações: 18
•    Escolas:
Atendimento normal: 4 (ED Costa de Dentro, na Costa de Dentro; ED João Francisco Garcez, no Canto da Lagoa; ED Retiro da Lagoa, no Retiro da Lagoa)
Atendimento parcial: 14 (EBM Acácio Garibaldi São Thiago, na Barra da Lagoa; EBM Dilma Lúcia dos Santos, na Armação do Pântano do Sul; EBM João Gonçalves Pinheiro, no Rio Tavares)
Em greve: 17 (EBM Herondina Medeiros Zeferino, em Ingleses; EBM Maria Tomázia Coelho, no Santinho; ED Lupércio Belarmino da Silva, Caieira da Barra do Sul)
Não atendeu as ligações: 1

Informações: G1