Florianópolis: Congresso de Saneamento recebe palestrantes de seis países

Professor Resíduo
01:00:PM - 29/May/2018
Florianópolis: Congresso de Saneamento recebe palestrantes de seis países
Divulgação / Assessoria de Imprensa

29/05/2018| 13h00

2º Congresso Catarinense de Saneamento será nos dias 6, 7 e 8 de junho em Florianópolis e debaterá soluções para o desenvolvimento sustentável das cidades

O Congresso Catarinense de Saneamento (Concasan) chega à segunda edição como um dos principais eventos da área no Brasil e transforma Florianópolis na Capital Brasileira do Saneamento e no principal palco de debate de temas ligados à água e ao esgoto. Marcado para os dias 6, 7 e 8 de junho, no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras, terá a presença de nomes fundamentais da cena mundial em pesquisa e implementação de projetos do setor e em desenvolvimento sustentável. A programação conta com especialistas da Dinamarca, Estados Unidos, Inglaterra e Portugal, além de pesquisadores considerados referência no Brasil. Eles debaterão ideias e ações práticas em torno do tema “Como Serão as Cidades do Amanhã?”.

Na abertura, dia 6, a portuguesa Sofia Cordeiro, do Gabinete Municipal de Meio Ambiente da cidade de Lisboa, apresenta os princípios para as Water Wise Cities – Cidades Conscientes na Gestão da Água. Responsável pela implementação do programa da International Water Association (IWA) na capital portuguesa, Sofia compartilhará as ações que a cidade europeia está desenvolvendo para tornar a gestão da água sustentável.

A questão do lixo também ganha atenção com uma plenária exclusiva sobre Lixo Zero, no encerramento, dia 8.

Toda a cidade enfrenta problemas relacionados à gestão de resíduos. Já existem iniciativas para reduzir esse volume, afinal, quanto mais se gera lixo, maior o problema para fazer o manejo. Esse é o ponto comum e urgente em muitas cidades catarinenses e o desafio é como se transformar e seguir diretrizes para que nossos as cidades tenham um parâmetro Lixo Zero — diz o engenheiro sanitarista e ambiental Lucas Arruda, um dos organizadores do Congresso.

Paralelo ao Congresso, será realizado o 9º Encontro Técnico da Casan, com trabalhos desenvolvidos pelos funcionários da Companhia Catarinense e da Corsan, Sabesp, Sanepar e outras empresas do setor. Haverá espaço também para apresentação de palestras dos expositores e apoiadores da Feira de Saneamento, que ocorre em paralelo e terá mais de 15 estandes.

No total, serão mais de 30 horas de compartilhamento de experiências sobre saneamento, focado em tratamento de água e de esgoto, regulação, gestão, gerenciamento de recursos hídricos, eficiência energética, meio ambiente e novas oportunidades.

Duas ou três décadas atrás, tinha-se a impressão de que problemas relacionados à água e saúde ocorriam em locais remotos, como o Centro da África ou o interior do Nordeste. Hoje percebemos que as maiores adversidades estão nas cidades, em especial nas maiores — reforça o engenheiro químico Alexandre Trevisan, também da comissão organizadora.

Informações: http://portaldailha.com.br