Chile aprova o fim das sacolas plásticas! O primeiro país das Américas

Professor Resíduo
02:00:PM - 04/Jun/2018
Chile aprova o fim das sacolas plásticas! O primeiro país das Américas
https://www.greenme.com.br

04/06/2018| 14h00

Estão dizendo por aí que o Chile acaba de se tornar o primeiro país das Américas que opta pela proibição das sacolinhas plásticas. Nós sabemos que lá atrás, por volta de 2012, algumas cidades brasileiras lideradas por São Paulo, tentaram banir a distribuição gratuita de sacolinha plástica no supermercado. Não funcionou! Consumidores reclamaram, foi um bafafá tremendo e aqui estão as sacolinhas de volta e como sempre. Era preciso uma lei nacional que doesse à quem doesse, mas que deixasse clara a decisão de dizer nunca mais às sacolinhas plásticas ! E é isso o que acaba de fazer o nosso vizinho Chile.

Estão dizendo que trata-se de uma decisão histórica, pois os representantes políticos do Chile votaram a favor de uma lei que proíbe o uso de sacolas plásticas em todos os tipos de lojas e em todo o território chileno. Isso faria do Chile o primeiro país das Américas a tomar essa medida.

Como sabemos, pois dizemos sempre, o plástico é hoje a praga do século, a qual devemos combater com unhas e dentes pois estamos comendo, bebendo e respirando plástico. A boa notícia é que os esforços para combater este tipo de poluição estão vigorando.

Entre esses esforços, medidas corajosas como aumentar os impostos ou proibir a produção e ou uso de determinados tipos de plástico, parecem ser necessárias e muito eficazes.

Países que aumentaram os impostos sobre a produção e ou o comércio das famigeradas sacolinhas plásticas, como o Reino Unido por exemplo, reduziram drasticamente o consumo delas. Na Itália, sacolas plásticas em supermercados e farmácias há muito são proibidas. Nos supermercados italianos as sacolinhas são feitas de material biodegradável e não são distribuídas gratuitamente. Custa 10 centavos de euro cada uma e isso "força" o consumidor a levar sua sacola reutilizável na hora de fazer compras.

De lá e de cá alguns países vêm tentando fazer a sua parte na contenção do lixo plástico mas, como informa o ZME Science, nas Américas em geral, apesar de algumas proibições feitas em alguns estados norte-americanos, como o Havaí ou a Califórnia, as medidas nacionais têm sido poucas e distantes entre elas. E é por isso que a iniciativa do Chile é a mais louvável das Américas.

O projeto de lei chileno deverá entrar em vigor dentro de um ano para os grandes varejistas, e em dois anos para as empresas menores. Sacos de lixo não estão incluídos na proibição.

O presidente Sebastián Piñera escreveu no Twitter: “Demos um passo fundamental para cuidar melhor do Chile e do planeta. Hoje estamos mais preparados para deixar um planeta melhor para nossos filhos, netos e as gerações futuras”.

Informações: https://www.greenme.com.br