Área nobre da cidade, aterro da Baía Sul está abandonado em Florianópolis

Professor Resíduo
02:00:PM - 20/Jun/2018
Área nobre da cidade, aterro da Baía Sul está abandonado em Florianópolis
Marco Santiago, ND

Vista parcial do aterro da Baía Sul, na Capital catarinense

20/06/2018| 14h00

Por Fabio Gadotti

Muito distante do projeto de Burle Marx, o aterro da baía Sul merece voltar a ter destaque central no debate sobre os espaços urbanos de Florianópolis. Sem identidade, está abandonado, sem manutenção, com sujeira e ainda servindo de estacionamento de ônibus e moradia para moradores de rua.

_ Hoje não há um projeto formatado para a área e nem verba para isso, mas o diretor de região metropolitana do Ipuf, Michel Mittmann, afirma que o município quer discutir com a cidade o destino dos dois grandes aterros e que serão necessários planos específicos para garantir “uma lógica urbanística”.

_ Algumas ações, segundo Mittmann, estimulam o debate sobre o aterro da baía Sul. Ele cita o projeto Ponte Viva, que “estabelece uma relação de ligação entre as orlas Norte e Sul” a partir da revitalização da Hercílio Luz, a revitalização do Largo da Alfândega e a recuperação do setor Leste do Centro Histórico.

_ “Temos que ter um pensamento estratégico, senão sempre (os aterros) serão as sobras de sistema viário e depósito de veículos”, afirma Mittmann. O urbanismo, segundo ele, deve responder à seguinte pergunta: “Como este lugar pode ser um lugar para as pessoas?”

Fonte: Jornal Notícias do Dia