Desperdício: brasileiro joga fora quase 130 quilos de comida por ano

Professor Resíduo
05:00:PM - 15/Oct/2018
Desperdício: brasileiro joga fora quase 130 quilos de comida por ano
Foto: Fernando Barros/Gazeta do Sul

15/10/2018| 17h00

Problema constatado no País por pesquisa da Embrapa e FGV poderia ser amenizado com hábitos de consumo mais conscientes

A quantidade de alimentos despejados no lixo todos os dias representa um dos mais graves desafios a serem superados em um mundo em que aproximadamente 800 milhões de pessoas sofrem com a fome. Situação que não é diferente no Brasil, mas que poderia ser amenizada com hábitos de consumo mais conscientes. Dados de uma pesquisa conduzida pela Embrapa, com o apoio da Fundação Getulio Vargas (FGV), revelam que cada família brasileira joga fora diariamente 353 gramas de alimentos, ou 128 quilos por ano. Cada pessoa desperdiça 41,6 quilos de comida anualmente. Na liderança dos alimentos mais descartados, estão o arroz, o feijão e as carnes, presentes nas refeições da maior parte da população.

Conforme a nutricionista e coordenadora do curso de Nutrição da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), para evitar o desperdício de alimentos as pessoas podem organizar melhor suas compras, armários, geladeira, refeições e aproveitar de maneira mais eficaz tudo o que cada alimento oferece. “Em partes geralmente descartadas, como sementes e cascas, entrecascas, folhas e talos, há muitos nutrientes presentes”, explica. O aproveitamento integral pode ser feito com algumas mudanças no dia a dia e contribui para a saúde das pessoas, além de ajudar o meio ambiente e a sociedade, através de um consumo sustentável.

Para acertar nas compras e no armazenamento, a especialista recomenda que as pessoas façam listas de compras com apenas o que é básico. “Verifique antes seus armários, geladeira e fruteira para não comprar o aquilo que não é necessário”, aponta. Outras dicas incluem programar as refeições sempre que possível e olhar a validade dos produtos no supermercado, para consumi-los com mais segurança e programar seu uso dentro do prazo de vencimento. Para organizar os armários e geladeiras, a regra básica é: primeiro produto que entra, deve ser o primeiro que sai. “Coloque na frente, de maneira visível, o que vence primeiro.”

Para a coordenadora é fundamental organizar a geladeira para conservar adequadamente os itens. “Lembre-se que os alimentos que necessitam ser mantidos em temperaturas menores devem ficar armazenados na parte mais superior da geladeira, enquanto frutas e vegetais mais para baixo.” Algumas frutas podem ser congeladas, bem como restos de alimentos, que podem ser consumidos futuramente ou reutilizados em outras receitas. Usar a criatividade na cozinha também ajuda, possibilitando o reaproveitamento da comida de outras maneiras, como na preparação de compotas e conservas.

Dados alarmantes
Na liderança dos alimentos mais descartados no Brasil, segundo recente pesquisa divulgada pela Embrapa, estão o arroz (22%), a carne bovina (20%), o feijão (16%) e o frango (15%). Outro dado identificado pela pesquisa aponta que 59% das pessoas entrevistas pelo estudo disseram não dar importância se houver comida demais. Uma das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), é reduzir o desperdício em 50% até 2030.

Projeto do Sesc já arrecadou 74,6 mil quilos de alimentos
O Projeto Mesa Brasil Sesc integra doadores, instituições sociais e voluntários com o objetivo de minimizar as carências alimentares, combater o desperdício de alimentos e melhorar a qualidade nutricional da população atendida.

Informações: http://www.gaz.com.br