SP gera 18 mil toneladas de resíduos sólidos por dia e isso será tratado na Semana Lixo Zero

Professor Resíduo
09:00:AM - 19/Oct/2018
SP gera 18 mil toneladas de resíduos sólidos por dia e isso será tratado na Semana Lixo Zero
Foto: foto Mila Maluhy / DINO

19/10/2018| 09h00

Cada brasileiro gera em média 1 kg de lixo por dia, ou seja, 365 kgs por ano, segundo o Panorama 2017 da Abrelpe. Isso resulta, só na cidade de São Paulo, em 18mil toneladas diárias de resíduos que custam aos cofres públicos 1,5 bilhões anuais para coleta, transporte e serviços de limpeza urbana; recursos que poderiam ser encaminhados para outras finalidades como saneamento básico e educação. Mais grave ainda, somente 3% dos resíduos encaminhados para reciclagem é de fato aproveitado. De acordo com a Selurb (Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana), só em plásticos o Brasil deixa de ganhar 5,6 bilhões de reais por ano.

Riqueza sendo enterrada indevidamente, aterros sanitários saturados, empresas em desacordo com a política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sancionada em 2010, população desinformada sem capacidade para pressionar por mudanças. São 80 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano no Brasil, o que seria suficiente para encher 200 campos de futebol, segundo Rodrigo Sabatini, presidente do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB).

É hora de buscar a responsabilidade compartilhada pregada na PNRS, atuando junto aos diversos setores econômicos e engajando a sociedade civil e o poder público. Por isso foi criada a Semana Lixo Zero.

A terceira edição paulistana, promovida pelo ILZB, a Casa Causa e a ABRAPS acontecerá entre os dias 19 e 27 de outubro. Nossa cidade se junta a outras 66 cidades brasileiras e duas em Moçambique, com o objetivo de divulgar as melhores práticas e tecnologias em gestão de resíduos.

A semana conta com palestras, painéis, rodas de conversas, apresentação de cases, oficinas, mutirões e exibição de filmes, informações sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), experiências e cases de responsabilidade e eficiência.

Serão 30 eventos espalhados pela cidade, tratando de diversos setores da economia, como: Legislação para o Lixo Zero; A Compostagem como oportunidade para a redução de resíduos (no auditório da Câmara dos Vereadores); Supermercados Lixo Zero (no salão nobre da FGV); Restaurantes Lixo Zero (com conversas na Casa Santa Luzia e no Vila Butantan); Tecnologias para o Gerenciamento de Resíduos Sólidos; Bairros Lixo Zero (com o primeiro encontro de Eco-bairros acontecendo na Vila Beatriz); Economia Circular e Lixo Zero no Desenvolvimento de Produtos (no IED- SP); Cosmética Lixo Zero (no Slow Market Beauty); Escolas Lixo Zero (na Beacon School), além do lançamento do filme O Amanhã Chegou, de Renata Simões, entre outros temas.

"A Semana Lixo Zero é um tempo de trazer conscientização através de palestras, documentários, workshops, eventos esportivos e artísticos na cidade e abordar o problema por nichos, já que ele se apresenta de forma muito diferente para hospitais, escolas, supermercados ou bairros. Será uma grande mobilização de especialistas em gestão de resíduos, empresas e cidadãos buscando impactar positivamente a gestão de resíduos." - coloca a coordenadora da Semana Lixo Zero São Paulo.

O evento é promovido pelo Instituto Lixo Zero, a ABRAPS (Associação Brasileira de Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável), e a Casa Causa, com o apoio dos portais Ecoera, Ciclo Vivo e Envolverde e é três vezes maior do que o realizado no ano passado.

Informações: https://www.terra.com.br