Montanhas de lixo causas até mortes no Haiti

Professor Resíduo
08:00:AM - 23/Nov/2018
Montanhas de lixo causas até mortes no Haiti
Tempo.com

23/11/2018| 08h00

A situação insalubre no Haiti é insustentável. As chuvas transformaram as ruas em verdadeiros rios de lixo. As doenças transmitidas pela água contaminada são a principal causa da mortalidade infantil no país.

Na semana passada, o Haiti registrou um episódio de fortes chuvas, que transformaram as ruas de algumas cidades costeiras em verdadeiros rios de lixo. Sacos, garrafas e muitos outros resíduos flutuavam na água a caminho do oceano, evidenciando o problema de insalubridade, que há muitos anos afetam o país. A cidade de Porto Príncipe, capital haitiana, ocupa a primeira posição das cidades com pior qualidade de vida.

As autoridades locais atribuem as montanhas de lixo a pouca educação ambiental dos haitianos e à superpopulação das cidades. As últimas catástrofes naturais causaram um êxodo de pessoas das áreas rurais para as urbanas, onde os serviços de limpeza são deficientes. A imprensa local (Le Nouvelliste), tomando como referência um relatório do Grupo do Banco Mundial, uma associação que defende a luta dos países em desenvolvimento, adverte que o Haiti tem a menor taxa de coleta de resíduos sólidos na América Latina e do Caribe.

A ineficiência da coleta de lixo aumentou o risco de inundações e, sobretudo, de doenças. Por consequência, 42,5% das mortes no Haiti são atribuídas a doenças transmissíveis e, entre elas, as que se transmitem pela água são uma das principais causas de mortalidade infantil no Haiti.

Informações: https://www.tempo.com