Natal sustentável: município do Pará constrói árvore com 22 mil garrafas teriam lixo como destino

Professor Resíduo
08:30:AM - 20/Dec/2018
Natal sustentável: município do Pará constrói árvore com 22 mil garrafas teriam lixo como destino
Foto: Leandro Lobato/Arquivo pessoal

Trabalho de montagem da árvore de Natal sustentável que utilizou 22 mil garrafas pet

20/12/2018| 08h30

A necessidade de fomentar a educação ambiental com ênfase na coleta seletiva no município de Oriximiná, no oeste do Pará, deu origem ao projeto “Natal Sustentável”, por meio da construção de artefatos natalinos com material reciclável, dando uma destinação adequada a materiais como garrafas pet, que seriam descartadas no meio ambiente. O projeto arrecadou 25 mil garrafas pet, e 22 mil foram utilizadas na construção de uma árvore de Natal sustentável.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Oriximiná deu início à coleta de garrafas pet em escolas das redes municipal e estadual. A ação contou com o apoio da associação de catadores de materiais recicláveis de Oriximiná na arrecadação e da EETEPA (Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará).

Foram dois meses de coletas [setembro e outubro]. Coletadas 25 mil garrafas pet, começou o trabalho de transformação do material reciclável em artefatos natalinos, sob a coordenação do artista plástico Leandro Lobato.

A árvore e outras alegorias como o trenó e o presépio demandaram o trabalho de 20 pessoas por um período de 45 dias. A árvore de Natal foi inaugurada no domingo (16).

A árvore de Natal sustentável tem 12 metros de altura e em seu interior, ela tem 18 refletores de led de 50 watts que são acesas à noite e são responsáveis pela mudança de cor, passando pelo verde, vermelho e azul, com detalhes de estrelas, pombas da paz e bolas.

De acordo com Lobato, o objetivo do projeto foi dar destino à grande parte do material de descarte que entra mensalmente na cidade. Pelas estatísticas, são cerca de 90 mil unidades mensalmente. Isso é um fato preocupante para a Secretaria de Meio Ambiente, pois 95% desse material teriam o lixo como destino.

O artista diz que o projeto abraçou a arte como subsídio, para despertar a consciência da população sobre o reaproveitamento do plástico, por exemplo. As garrafas pet têm 99% de aproveitamento, pois delas é apenas descartado apenas o rótulo.

“O mais importante é que esse material ganha novo destino após o encerramento da programação do Natal Sustentável, que é a doação para a Recicla-Orix, uma associação que vai processar esse plástico e transformar em matéria-prima para outras utilidades. Então, o projeto ganha fortalecimento porque em suas ações tudo é renovado e o próximo passo é estudar meios para multiplicar os resultados, coletar mais e reciclar mais”, pontuou Lobato.

O Projeto Natal Sustentável é uma realização da Prefeitura de Oriximiná por meio das secretarias de Meio Ambiente (Semma), Administração (Semad), Agricultura (Semagri), Educação (Semed) e Desenvolvimento Urbano (Semdurb), e conta com apoio da Mineração Rio do Norte e Unidade Integrada de Defesa Ambiental de Oriximiná.

Informações: https://g1.globo.com