Mais de 700 toneladas de lixo foram recolhidas no Réveillon do Rio

Professor Resíduo
07:40:AM - 02/Jan/2019
Mais de 700 toneladas de lixo foram recolhidas no Réveillon do Rio
Foto: Divulgação/Comlurb

Até às 10h desta terça-feira, a Comlurb havia recolhido 757 toneladas de resíduos de vários pontos da cidade.

02/01/2019| 07h40

As quase 3 milhões de pessoas que compareceram à praia de Copacabana para assistir a queima de fogos do réveillon da cidade deixaram 385 toneladas de lixo nas areais de Copacabana. Segundo informações da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), até às 10h de terça (01), haviam sido retiradas dos pontos onde houve festa de passagem nas praias da cidade um total de 757 toneladas de resíduos.
Na praia da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, os garis envolvidos na coleta de lixo retiraram 136 toneladas, no Piscinão de Ramos, 15 toneladas, e no Parque Madureira, 4,5 toneladas.

Para facilitar o trabalho dos garis, foram distribuídos previamente 1,2 mil contêineres de 240 litros, sendo 800 só em Copacabana, e 80 laranjões com capacidade para 3,2 mil litros - sendo 60 deles em Copacabana e 20 na Barra da Tijuca.

A Comlurb atuou na faixa de areia do Leme ao Leblon, houve equipes também nas praias da Ilha do Governador, Sepetiba, Guaratiba, Paquetá, Barra e Recreio, e no Piscinão de Ramos, além do Parque do Flamengo e do Parque Madureira.

Informações indicam que antes mesmo das 10h, horário previsto a conclusão dos trabalhos, as vias principais de Copacabana, onde a aglomeração de pessoas foi bem acima das 2,5 milhões de pessoas inicialmente prevista pela prefeitura, já estavam limpas e lavadas com água de reuso, e entregues normalmente ao tráfego de veículos.

A Comlurb informou que adotou este ano o que chamou de “onda laranja”, um mutirão de garis em linha varrendo toda a extensão da areia, da água até o calçadão, o que otimizou os serviços de limpeza.

Este ano, o total de materiais potencialmente recicláveis foi de 43 toneladas, sendo 21 toneladas recolhidas pela própria companhia e o restante arrecadado por catadores cooperativados e autônomos, que foram parceiros, gerando emprego e renda para a categoria.

Informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br