Taboão da Serra é o 49º município paulista com melhor limpeza urbana no país

Professor Resíduo
08:30:AM - 08/Jan/2019
Taboão da Serra é o 49º município paulista com melhor limpeza urbana no país
Prefeitura de Taboão da Serra

08/01/2019| 08h30

O Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (Islu), divulgado recentemente pelo Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana (Selur) e a PwC, coloca Taboão da Serra como a 49ª cidade em limpeza urbana do país. O levantamento foi realizado em municípios com mais de 250 mil habitantes.

Outra cidade da região, Embu das Artes, teve um desempenho pior, ficando na 84ª posição do ranking. Esse é o terceiro ano que o ISLU é divulgado. Em 2016, fizeram parte da lista de municípios avaliados um total de 1.729 cidade. Passados três anos, o número praticamente dobrou, chegando a 3.374 cidades.

A avaliação do índice levou em consideração quatro aspectos: engajamento do Município (população atendida x população total); sustentabilidade Financeira (arrecadação específica, despesas com a limpeza urbana x despesas totais); recuperação dos Resíduos Coletados (material reciclável recuperado x total coletado); e impacto Ambiental (quantidade destinada incorretamente x população atendida).

A nota final de Taboão da Serra foi 0,674 (a nota varia de 0, baixo desenvolvimento a 1, considerado alto desenvolvimento). Cada quesito avaliado possui um peso diferente na nota final do município. No índice que avalia a população atendida, Taboão da Serra teve 0,83, considerado alto em comparação com outros municípios.

O pior desempenho de Taboão da Serra no estudo, porém, é referente a reciclagem, a cidade recebeu nota 0, fazendo com que o desempenho no ranking ficasse comprometido. O Impacto ambiental do lixo na cidade é o menor possível, até porque todos os resíduos sólidos são levados para um aterro fora de Taboão.

A edição 2018 do estudo aponta, entre as cidades participantes, que:
› 53% continuam destinando o lixo incorretamente – apesar do prazo para erradicação dos lixões ter expirado em 2014;
› A coleta domiciliar ainda não chegou à universalização, atendendo somente 76% dos lares brasileiros;
› 61,6% dos municípios não estabeleceram fonte de arrecadação específica para custear a atividade;
› O índice médio de reciclagem no Brasil patina em 3,7%.

Entre as cidades com mais de 250 mil habitantes, Santo André saltou sete posições no Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (Islu) e agora é a 5ª cidade do país com melhor índice de serviços de limpeza urbana. O Islu foi criado pelo Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana (Selur) e a PwC, network de firmas independentes que prestam serviços de assessoria tributária, empresarial e de auditoria.

Informações: https://www.otaboanense.com.br