Até janeiro, Porto Alegre terá o dobro de contêineres de lixo

Professor Resíduo
02:52:PM - 03/Sep/2015
Até janeiro, Porto Alegre terá o dobro de contêineres de lixo
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Atualmente há 1,2 mil contêineres de lixo orgânico na Capital

Contrato foi assinado nesta quarta-feira, após dois anos de imbróglios judiciais, e empresa tem 120 dias para instalar mais 1,2 mil equipamentos

A esperada duplicação do número de contêineres de lixo orgânico em Porto Alegre, de 1,2 mil para 2,4 mil unidades, finalmente deve sair do papel. Com a assinatura do contrato no dia 02/09, até o começo de janeiro, 19 bairros — 11 deles integralmente — serão atendidos pela coleta automatizada.

São dois anos de espera por mais contêineres. O processo de licitação, lançado em setembro de 2013, acabou sendo alvo de ação pela segunda empresa colocada no início do ano passado, a Conesul. E justamente foi ela quem assumiu o serviço, já que a vencedora desistiu.

Estes 19 bairros também passarão a contar com a coleta seletiva de resíduos recicláveis três vezes por semana. As demais regiões da cidade continuarão com duas vezes na semana — atualmente, o serviço está em 13 bairros, sendo cinco totalmente contemplados.

A COLETA AUTOMATIZADA COMO FICARÁ
— 11 bairros atendidos totalmente: Centro Histórico, Independência, Bom Fim, Farroupilha, Cidade Baixa, Moinhos de Vento, Auxiliadora, Mont’Serrat, Bela Vista, Rio Branco e Praia de Belas.

— Oito bairros atendidos parcialmente: Floresta, São João, Higienópolis, Petrópolis, Santa Cecília, Santana, Azenha e Menino Deus.

O QUE PODE SER DESCARTADO
— Os contêineres recebe apenas resíduos domiciliares, ou seja, lixo orgânico (resíduos de origem vegetal ou animal, como restos de alimentos, de poda, erva-mate, galhos finos e dejetos de animais domésticos) e rejeitos (guardanapo sujo, papel higiênico, absorventes, fraldas descartáveis, lâmpadas comuns (incandescentes), esponjas, tecidos de limpeza, etc.).

— Os resíduos recicláveis devem ser disponibilizados para a Coleta Seletiva atendendo os dias e horários do serviço. 

— O descarte inadequado de resíduos pode gerar multas que vão de R$ 297,35 a R$ 4.757,62.

A expectativa da prefeitura é que, com maior número de contêineres na cidade, os moradores sejam estimulados a separar o lixo corretamente. A experiência, conforme o diretor-geral do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), André Carús, já deu certo no Centro Histórico, primeiro bairro a ganhar um dia a mais de coleta seletiva.

— Nós investimos, mas a questão do lixo é uma parceria da gente com a população, todos precisam fazer a sua parte — destacou Carús.

O IMPASSE DO LIXO NA CAPITAL
RELEMBRE AS IDAS E VINDAS DA COLETA DE LIXO

— A prefeitura lançou, em agosto de 2012, edital único para licitar os serviços de coleta e transporte de lixo na cidade.

— O Ministério Público contestou, por meio de ação civil pública, a licitação com o agrupamento dos serviços, que implicaria direcionamento às grandes empresas do ramo.

— A Justiça determinou a suspensão do processo em outubro de 2012. Em maio do ano seguinte, a prefeitura optou por revogar o edital e anunciou a separação da licitação em seis partes.

— Em setembro de 2013, o município lançou o primeiro dos cinco novos editais, para a instalação de mais 1,2 mil contêineres de lixo orgânico. 

— No início de 2014, a empresa que ficou em segundo lugar na licitação ajuizou uma ação questionando a habilitação da vencedora, o Consórcio Empa. Com isso, o processo acabou ficando suspenso. 

— No começo deste ano, a segunda colocada, a Conesul, desistiu da ação e liberou a prefeitura para chamar a vencedora. No entanto, o Consórcio Empa não quis assumir o serviço. Com isso, automaticamente a Conesul foi acionada e assinou o contrato nesta quarta.

— Das seis etapas do serviço de lixo, resta apenas uma sair do papel — a coleta automatizada foi assinada hoje e as de resíduos públicos, de lixo reciclável e o transporte do material foram concluídas em 2014. Ainda resta a coleta de resíduos sólidos domiciliares, que, depois de disputas judiciais, foi autorizada pela Justiça e a vencedora foi acionada na semana passada.

Fonte: ZH Porto Algre